Uma análise da música “Força Estranha “ de Caetano Veloso

Caetano Veloso, apesar de dizer que não tem religião,  sempre foi um dos grandes divulgadores do candomblé juntamente com:  Jorge Amado, Dorival Caymi, Maria Bethânia e outros. O candomblé ou a umbanda,  também aguardam o cristo cósmico.

E muitas músicas feitas por Caetano são uma reverência a ele. A música “Um Índio” (clique aqui para ver a análise) , por exemplo, não é uma dedicação aos índios, mas sim a manifestação espiritual do cristo cósmico que será comprovada cientificamente.

As músicas de Caetano estão de acordo com os princípios de Baha’u’llah, pois suas composições são suaves e doces. Esse é o tipo de música para a Nova era aprovado por Baha’u’llah no artigo K51 do seu Kitáb—i-aqdas ( a cara magna da nova ordem mundial)

“K-51. Nós vos tornamos lícito ouvir música e canto. Atentai, porém, para que isso não vos leve a violar os limites do decoro e da dignidade. Seja vossa alegria a alegria que nasce de Meu Nome Supremo…”

Mas atrás dessas palavras doces esconde algo muito amargo e subliminar  na música “Força Estranha”.  As intenções de Caetano podem ser vistas no  título da música. Ele  sugere algo que não está certo ou fora dos padrões convencionais. No caso dessa música, ela é uma referência ao capítulo 12 do livro  de Apocalipse. Agora vamos analisar essa canção:

Força Estranha – Caetano Veloso

Eu vi um menino correndo//eu vi o tempo /// brincando ao redor do caminho daquele menino,

Essa primeira parte fala de como a igreja de cristo está desatenta. Quase todos os líderes mundiais de igreja (especialmente evangélicos) não sabem discernir os sinais dos tempos e comportam-se como meninos na fé. Hoje, quando ligamos a TV, assistimos apenas a um espetáculo que procura oferecer ao povo o que querem ouvir sobre prosperidade e riqueza. Ainda temos aqueles que transformam os milagres de cura feitos no passado pelos Apóstolos em espetáculo na mídia que duram o dia inteiro. E assim..o tempo vai brincando com os meninos da fé. Retardando-os para que não saibam em qual época estamos.

eu pus os meus pés no riacho//E acho que nunca os tirei//O sol ainda brilha na estrada que eu nunca passei.

Aqui Caetano define a origem  força estranha que se apoderou de seu corpo nessa canção. O sol é a força estranha que o cristo cósmico tem de unificar o mundo.  Baha’u’llah  também é considerado o  Sol da verdade no Artigo K-6 do Kitáb:

“K6. (…) Ele, veramente, é o Ordenador, o Onipotente, o Irrestrito. Quando desejardes ofertar essa prece, volvei-vos à Corte de Minha Sacratíssima Presença (…)E quando o Sol do Verbo e da Verdade Se puser, volvei as faces ao Lugar que vos ordenamos. Ele é, em verdade, Poderosíssimo e Onisciente.”

Mas algo está sufocando a manifestação do Sol que Caetano nunca nunca passou…

Eu vi a mulher preparando //outra pessoa//O tempo parou pra eu olhar para aquela barriga.

Aqui temos uma referência a outra parte da Igreja que  acordou para os finais dos tempos e tem discernimento dos acontecimentos.A  mulher (que representa a igreja  está sendo sufocada pelo sol e a lua . Isso é uma referência ao  Báb ( a lua ) que mudou os alicerces da igreja no passado e Baha’u’llah (o sol) o unificador das religiões.  As doze estrelas representam os ensinamentos dos 12 Apóstolos de Jesus.

E VIU-SE um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.

E estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz.  Apocalipse 12 (1-2).

A vida é amiga da arte//É a parte que o sol me ensinou//O sol que atravessa essa estrada que nunca passou.

Na outra estrofe, Caetano usa o verbo passar na primeira pessoa  do pretérito imperfeito, mas nessa ele usa a terceira pessoa. Isso indica que algo está atrapalhando o Sol da unidade de se manifestar para a alegria total dos povos. A saber…os cristãos verdadeiros.

Isso é como o dragão  descrito em Ap (12:4) parasse de frente da mulher que representa a igreja e não tivesse como continuar devido a um bloqueio espiritual.

E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho. Apocalipse (12:4).

Nesse momento a força estranha de Caetano canta os versos abaixo:

Por isso uma força //me leva a cantar//por isso essa força estranha no ar//Por isso é que eu canto, não posso parar// Por isso essa voz essa voz  tamanha.//

A “força estranha” que  não pode parar está sendo impossibilitada de operar, mas sabe que um dia triunfará .

Eu vi muitos cabelos brancos na fronte do artista///o tempo não pára no entanto ele nunca envelhece.

Os Cabelos brancos e o fato de resistir eternamente ao tempo são as características do Senhor Jesus na sua glória eterna:

E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo; (Apocalipse 1 : 14)

Aquele que conhece o jogo, o jogo das coisas que são///É o sol, é o tempo, é a estrada, é o pé e é o chão///

O jogo de satanás é simples! Fazer com que a maior parte dos cristãos não sejam arrebatados. Assim ele poderá torturar as pessoas nesse mundo, mas uma parte da igreja vai ser arrebatada  (Mateus 24:40.).por ter ouvido a voz do filho de DEUS que rege toda a terra 

E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono.  AP12:5

Eu vi muitos homens brigando/// Ouvi seus gritos

Quando uma parte da igreja é arrebatada e outra fica começa a perseguição aos cristãos deixados para trás e os seus gritos são ouvidos por todos os ligares. Em Apocalipse 12:6 está descrito a fuga dos cristãos para o deserto, mas mesmo assim, muitos ainda não vão acreditar e terão 1260 dias para se converterem:

E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que ali fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias. ( Ap 12:6)

Estive no fundo de cada vontade encoberta,é a coisa mais certa de todas as coisas.//Não vale um caminho sob o sol./// É o sol sobre a estrada, é o sol sobre a estrada, é o sol.//

Aqui Caetano valoriza os  seus conhecimentos sobre o ocultismo. Nesse caso, é a implantação da nova ordem mundial, pois os cristãos serão todos  eliminados. Ele usa varias vezes a palavra “sol” ,que passa a idéia de sufocamento.

Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar à espada, necessário é que à espada seja morto. Aqui está a paciência e a fé dos santos. (Apocalipse 13 : 10)

Por isso uma força me leva a cantar,por isso essa força estranha no ar.//Por isso é que eu canto, não posso parar//Por isso essa voz tamanha.

Agora  Caetano canta com alegria e com um êxtase contagiante, pois a nova era foi estabelecida.  O Sol, o sol e o sol sufocou e destruiu a igreja. O que impedia a manifestação do Sol , ou a força estranha da unificação, foi totalmente retirado da terra.  Isso pede Bis e com o coral da platéia:

Por isso uma força me leva a cantar,por isso essa força estranha no ar.//Por isso é que eu canto, não posso parar//Por isso essa voz tamanha.

Eu olhava, e eis que este chifre fazia guerra contra os santos, e prevaleceu contra eles. (Daniel 7 : 21)

About these ads
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 200 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: